Escolha uma Página

É verdade que passamos maior parte do dia em contato com pessoas ligadas diretamente ao nosso trabalho, sejam elas colegas, chefes, clientes ou pacientes, colaboradores e outros. Algumas vezes falhas na comunicação acontecem e isso é normal. Porém o excesso ou a proporção dos “ruídos” podem culminar em um ambiente desconfortável e até mesmo pouco amistoso.

A clareza e a objetividade são fundamentais na comunicação, pois gera fluidez no trabalho. Se você tem problemas para se expressar ou quer aprimorar sua oratória, listamos algumas dicas para te ajudar!

Saber ouvir

Saber ouvir é tão importante quanto saber falar, até porque a comunicação é uma via de mão dupla. Quando não se presta atenção ao que estão tentando dizer, ocorrem erros e o risco de perder oportunidades.

Por exemplo, pessoas impacientes que não conseguem escutar, têm problemas para liderar equipes e tomam decisões equivocadas por não terem ouvido outros pontos de vista. Podem até perder chances de promoções porque são vistas como arrogantes ou serem ignoradas em reuniões importantes.

Vocábulo rico e diversificado

 

Os indivíduos com amplo vocabulário possuem maior facilidade em construir bons textos, se expressar adequadamente e até mesmo ter alto poder de interpretação.

A frase “conhecimento nunca é demais” nunca fez tanto sentido. Buscar ler com frequência e até mesmo assistir a documentários, séries e filmes, contribui para a construção de um vocábulo diversificado. Quanto mais buscar novos assuntos, maior a probabilidade de compreender informações e se comunicar com as pessoas das mais variadas formas e temas.

Ter boa dicção

Pode parecer bobeira, mas a dicção interfere muito na comunicação. O corretor do teclado do celular às vezes gera situações engraçadas, mas a incompreensão por conta da pronúncia das palavras pode ser ruim no desenrolar da conversa ou na continuação de uma tarefa.

São três os fatores envolvidos na dicção: respiração adequada, aquecimento dos músculos faciais e aquecimento da língua. O fonoaudiólogo pode ajudar a relaxar, respirar corretamente e articular adequadamente as palavras, concluindo numa boa oratória.

Linguagem não-verbal

Algumas vezes o corpo fala mais do que as próprias palavras, pessoas muito expressivas provavelmente ouvem muito coisas desse tipo e por isso precisam tomar mais cuidado. A linguagem corporal deve estar sempre alinhada à sua linguagem verbal.

Medidas simples como dança, teatro ou esportes ligados à natureza podem aguçar as suas habilidades de comunicação não-verbal.

Seja referência em um assunto

A importância de ter uma opinião formada não é mostrar para os colegas que você sabe sobre tudo, mas ter a aptidão para agregar sabedoria aos seus colegas e se tornando referência no assunto.

Quando se fala com propriedade, com argumentos consistentes você está transmitindo confiança e segurança, porém é preciso ouvir, argumentar e orientar os demais.

Gostou das dicas? Então nos siga no Instagram e Facebook para receber novidades e mais dicas como essas.

 

%d blogueiros gostam disto: